FAMÍLIA lugar insubstituível de iniciação a vida CRISTÃO

Postado por Angela Salazar Em dezembro - 29 - 2014 0 Comment

(4ª Palestra do seminário para as famílias)

A família é o lugar escolhido por Deus para que seus filhos iniciem a vida cristã.

Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo.José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente.Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados. Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7, 14), que significa: Deus conosco. Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa. E, sem que ele a tivesse conhecido, ela deu à luz o seu filho, que recebeu o nome de Jesus. (Mt 1, 18-15)

Irmão, por essa passagem da Sagrada Escritura, fica evidente que o próprio Deus desejou que o Messias, o CRISTO, (aquele que vai dar significado ao cristianismo e ao termo cristão), nascesse no seio de uma família. Veja que Deus, ao permitir que Jesus nascesse no seio de uma família, Ele confirma que a FAMÍLIA é o lugar insubstituível de iniciação a vida CRISTÃ.

Irmãos, estamos no tempo do advento e, estamos vendo a igreja refletindo, exatamente, sobre o fim dos tempos, sobre a volta de Cristo, mas a reflexão de agora nos faz pensar na primeira vinda de Cristo, e ao escolher vir ao mundo através de uma família Ele já dos nos dá um sinal palpável e visível de que é na família e com a família que a vida cristã se inicia.

Edelson_02Cristo não precisava vir ao mundo através de uma família, Ele não carecia de uma presença masculina ou feminina, ele poderia ter vindo apenas descendo do alto de sua glória, como acontecerá na sua volta, mas ao escolher nascer na casa de José e Maria, Cristo nos dá o modelo perfeito de como deve ser iniciada a vida cristã, de onde devem ser gerados os cristãos. Nos escrito de Paulo, Jesus é chamado de o CRISTO (o ungido) que é a tradução grega de Messias. No seio daquela família simples do carpinteiro e da dona de casa, nasce o ungido de Deus. Jesus não nasceu conhecendo a tradição judaica, Ele era o filho de Deus, era o ungido, mas foi formado por seus pais. Maria e José foram escolhidos porque foram obedientes e eram fieis a vontade de Deus. Deus olhou para aquele lar e viu a fidelidade, o calor, o aconchego e principalmente o ardor da fé capaz de fazer o seu filho viver como um autentico Cristo. Jesus recebeu então, de Jose e Maria, todo o ensinamento da tradição judaica. Nós olhamos José e Maria como pessoas santas, mas vale lembrar que eles eram humanos, tinham medos (o anjo diz a José não temas receber Maria por esposa) e questionamentos, entretanto eram fieis a Deus. A palavra de Deus diz que José era homem de bem (alguém que prioriza o que é justo, santo, correto e que não lesa aos outros) e ofereceu a seu filho um lugar de justiça, honestidade e caráter.

Deus confiou a Maria e José, a missão de formar Jesus. E nós que somos pais e mães também temos a missão de formar nossos filhos segundo o projeto de Deus. E fica a pergunta… Nós temos formado nossos filhos segundo o projeto de Deus? Nas nossas casas têm nascido filhos queridos e desejados por Deus? E nós os estamos formando na fé?

Deus olhou para José e Maria e disse: estes são capazes de dar a formação humana e espiritual necessária ao meu filho. Veja a responsabilidade desse casal. A família de Jesus vai defendê-lo como está escrito em Mt 2, 13-23…

Depois de sua partida, um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar. José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito. (Mt 2, 13-14)

… e, conforme a tradição Jesus é apresentado no templo.

Concluídos os dias da sua purificação segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentar ao Senhor, conforme o que está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito do sexo masculino será consagrado ao Senhor (Ex 13,2); e para oferecerem o sacrifício prescrito pela lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos. (Lc 2, 22-24)

Veja que José e Maria seguiram os preceitos da lei de sua época para formar o seu filho, segundo a vontade de Deus; levaram-no ao templo, para casa de Deus.

A FAMÍLIA, irmãos, é o lugar insubstituível de iniciação à vida CRISTÃ e, infelizmente temos visto algumas famílias transferirem suas responsabilidades para terceiros e, tirando de seus ombros a sua missão insubstituível de encaminhar seus filhos na vida cristã. Temos visto pais que dizem que não sabem o que fazer com seus filhos, pais que dizem que já fizeram tudo o que podiam; me desculpe, mas você não fez! (apesar de que há casos e casos) e, há casos em que a pessoa já não sabe o que fazer porque ela não foi formada para saber o que fazer, porque ela não foi formada como cristã_ filha de Deus_ para lutar por sua família e, quem não foi formado para isso, realmente não saberá o que fazer; não terá forças e coragem para fazer, porque formar filhos na vida cristã exige sacrifícios e doação. Para José e Maria, também não foi fácil caminhar longas estradas, cortar desertos e ir para o Egito para formar o filho e mantê-lo seguro. José e Maria consagram seu filho a Deus e oferecem o sacrifício devido. E nós? Temos consagrado nossos filhos a Deus e oferecido o sacrifício devido?

Seus pais iam todos os anos a Jerusalém para a festa da Páscoa.Tendo ele atingido doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa.(Lc 2, 41-42)

Jesus é levado para o maior e mais importante evento da tradição judaica para aprender o caminho de Deus, mesmo com toda a dificuldade do caminho. A família judaica nos ensina que é na família o lugar insubstituível de iniciação cristã.

E Jesus crescia em estatura, em sabedoria e graça, diante de Deus e dos homens..(Lc 2, 52)

Veja que quando realizamos bem o nosso trabalho, há um testemunho enorme: Crescemos em sabedoria porque caminhamos segundo Deus, crescemos em estatura e crescemos em graça. A família de Nazaré cumpriu sua missão na iniciação de Cristo e sua missão redentora da humanidade. E nós como cristãos_ filhos de Deus_ estamos nos sacrificando e subindo ao templo com nossos filhos? Muitas vezes, hoje são os filhos que estão subindo e tentando levar os pais (caminho inverso). Estamos nos sacrificando para que nossos filhos conheçam a Deus?

O cristão é o homem ou mulher que sabem esperar Jesus e por isso é um homem ou mulher de esperança (Papa Francisco)

Esta frase não está aqui por acaso; Maria e José tiveram todo aquele trabalho com Jesus, movidos pela esperança. Muitas vezes, rezamos por nossas famílias, mas desistimos; só perdemos a esperança porque perdemos a nossa identidade cristã. O cristão deve ser alguém de esperança. Não desista de orar e de se sacrificar por sua família, movidos pela esperança.

É no seio da família que o cristianismo nasce… Jesus nos ensinou isso!

Pregação de Edelson Santos (Cofundador da Comunidade Católica São José)

Por Angela Salazar (Comunidade Católica São José_ Aliança)

Categories: Geral

You must be logged in to post a comment.






  • Contador de Visitantes

  • Cd da Comunidade

    <a href="http://www.youtube.com/watch?v=IkUGP9JR5Ao?hl=en&version=1&autoplay=1&loop=1&theme=escuro"><img src="http://www.gtaero.net/ytmusic/play.png" alt="Play" style="border:0px;" /></a>


  • Facebook